A vitória do Mogi das Cruzes sobre a Liga Sorocabana, em Sorocaba, nesta terça-feira, foi fundamental para manter o time entre os cinco primeiros colocados do NBB. Mas isso não foi suficiente para deixar o técnico Paco García satisfeito com a equipe mogiana. Para o treinador espanhol, o resultado de 87 a 85 obtido na prorrogação não apaga as carências do time.

– Tivemos um mau início, uma marcação ruim e perdemos o jogo nos rebotes. Precisamos reconhecer que não fizemos um bom jogo, mas ganhar em Sorocaba não é fácil. Contra o Flamengo merecemos ganhar e fomos para o vestiário com a derrota. Não quer dizer que merecemos perder contra a Liga Sorocabana, mas os dois times poderiam ter vencido.

Leia também:  Meninas do vôlei vencem a primeira em Cuiabá

O espanhol ainda destacou que a diferença entre as duas equipes na tabela de classificação – Mogi em 5º e Liga Sorocabana em 16º – não significa que os mogianos deveriam vencer com facilidade. Para o treinador, o time de Sorocaba perdeu muitos dos últimos oito jogos na última bola. Fato que se repetiu nesta terça.

– A última bola poderia ter caído para eles, mas caiu só para nós. Tivemos um pouco de sorte, talvez essa sorte que tenha faltado no ano passado – disse García.

O Mogi das Cruzes volta aos treinos na tarde desta quarta-feira, no ginásio Hugo Ramos e enfrenta o Paulistano, em São Paulo, na quinta-feira, 19h30.

Leia também:  Pesso chega e começa a montar o União
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.