Os produtores de soja de Mato Grosso –MT estão preocupados com a falta de chuvas regulares no estado. MT é considerado o principal produtor de grãos do país.

A colheita no estado já iniciou chegando a 2% dos 8,8 milhões de hectares plantados, a maior parcela da soja ainda permanece no campo, em uma das fases que mais necessita de água: a de enchimento de grãos.

De acordo com o diretor técnico da Associação dos Produtores de Soja e Milho do Estado (Aprosoja/MT), Nery Ribas, a alta temperatura do solo pode prejudicar o desenvolvimento das plantas. Ele explica que quando as temperaturas do ar chegam a 38 a 40 graus, bem provável que a do solo chega a 70, 80 graus. “As plantas têm sentido e demonstrado isso nas suas folhas” diz Ribas em entrevista a um site de notícia do estado.

Leia também:  Nascidos em setembro já pode sacar PIS-Pasep 2017-2018

Relatos feitos à entidade informam chuvas localizadas e pouco distribuídas em praticamente todas as regiões de Mato Grosso. Em alguns pontos, mesmo que isolados, já são registradas perdas.

Ainda conforme informações, se depender da meteorologia, as previsões para esta semana não devem ser animadoras. O estado deve registrar chuvas fracas ao longo da semana.

Estimativas do setor produtivo apontam que na temporada 2014/15, o principal produtor brasileiro de soja deve retirar dos campos quase 28 milhões de toneladas.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.