Aparelhos ortodônticos autoligados têm como principal característica a baixa fricção entre os arcos ortodônticos e braquetes durante o tratamento, facilitando o início do movimento dentário pela diminuição da resistência inicial à movimentação.

Estes aparelhos ortodônticos são fixos compostos por braquetes que possuem uma presilha flexível metálica, como uma tampa, que prende e amarra o fio ortodôntico metálico na canaleta do braquete. Com essa estrutura, não há necessidade do uso das ligaduras elásticas, que são as famosas “borrachinhas coloridas”, durante o tratamento.

O aparelho ortodôntico autoligado é indicado para vários casos de mal oclusão dentária, mas apresentam uma vantagem em casos que não necessitam de atrito entre as canaletas dos braquetes e o fio, em que serão realizadas grandes movimentações por meio de deslizamento e em casos com necessidade de expansão transversal das arcadas.

Leia também:  Os sinais ignorados do infarto

Vantagens do aparelho autoligado

Nos aparelhos ortodônticos autoligados, não há a necessidade do uso das ligaduras elásticas, que são as borrachinhas coloridas, pois os próprios braquetes possuem uma estrutura que serve para prender os arcos ortodônticos. Esse sistema permite um menor atrito do fio metálico com a canaleta do braquete, o que permite a aplicação de uma força mais suave e menos incômoda ao paciente.

Além disso, a ausência das ligaduras diminui o consideravelmente o acúmulo de bactérias no aparelho, evitando assim cáries, cálculo dentário, mau hálito e outros problemas bucais.

Os resultados podem ser mais rápidos e o tratamento menos doloroso do que com o uso dos aparelhos convencionais.

Com a existência de um menor atrito entre as estruturas do aparelho e a possibilidade de se aplicar a força adequada para a movimentação dentária a ser obtida, os danos aos tecidos que circundam os dentes (ossos, gengivas e ligamentos periodontais) serão menores, causando movimentações mais rápidas e eficientes e ao mesmo tempo menos efeitos colaterais que possam causar dor.

Leia também:  A receita da longevidade, segundo um Prêmio Nobel de medicina

Tipos de aparelho ortodôntico autoligado

Existem dois tipos distintos de sistemas de aparelhos ortodônticos autoligados, que são o passivo e o interativo.

Os passivos são aqueles em que o sistema de fechamento do clip na canaleta do braquete não faz pressão sobre o fio ortodôntico, tendo um melhor desempenho no deslizamento dentário e pior no controle de rotação e inclinação dos dentes.

Os interativos se comportam como ativos e passivos, e as presilhas flexíveis que fecham a canaleta podem pressionar ou não o arco, dependendo do seu calibre.

Ambos têm suas vantagens e desvantagens, e o profissional ortodontista vai escolher o tipo de aparelho de acordo com o tratamento mais indicado para cada paciente.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.