Conhecido tanto pelo talento quanto pelos problemas fora do cage, o lendário Paulão Filho, um dos maiores nomes do Vale Tudo e do MMA nacionais, revelou ter sido a cocaína a causadora da derrocada de sua carreira. Em entrevista ao site “Tatame”, o lutador disse ter iniciado o uso da droga no México, após a vitória sobre Chael Sonnen, e garantiu: Jon Jones, também pego no doping por cocaína, terá recaída.

– O que me atrapalhou foi a depressão despertada precocemente pelo uso da cocaína. Eu tinha acabado de derrotar o Chael Sonnen, estava em San Diego e fui comemorar em uma festa no México. Fiquei muito bêbado e comecei a passar mal. Um mexicano me ofereceu a droga, eu usei e fiquei ‘novo’ (…). Mas, depois que aquilo acaba, você entra em uma depressão profunda. O Jon Jones tem a mesma doença que eu. Temos uma fragilidade genética para ingerir qualquer tipo de substância. Você usa uma vez e não consegue mais viver sem. Uma hora ou outra ele vai usar novamente.

Leia também:  Judoca brasileira vence adversária com 11 segundos e se torna a bicampeã mundial

RENZO ESTÁ FORA DE SUPERLUTA DO ADCC

A superluta entre Renzo Gracie e Matt Hughes, programada para o ADCC, evento programado para acontecer de 28 a 30 de agosto, em São Paulo, será cancelada. Isto porque, o brasileiro precisará passar por cirurgia no joelho, conforme noticiou o site “MMA Fighting”, na segunda-feira, forçando sua retirada do Abu Dhabi Combat Club. A organização ainda não se pronunciou a respeito de um possível substituto para o Gracie.

Renzo Gracie e Matt Hughes já se enfrentaram no MMA, em Abu Dhabi, cinco anos atrás. Na ocasião, o brasileiro sofreu derrota por nocaute técnico no terceiro round, em sua última apresentação nas artes marciais mistas.

Leia também:  União faz neste sábado primeiro jogo da final do sub-19

WSOF RENOVA COM GAETHJE, BRANCH E MARLON MORAES

O WSOF (World Series of Fighting) anunciou nesta segunda-feira ter renovado os contratos de três de seus campeões: David Branch (peso-médio), Justin Gaethje (peso-leve) e Marlon Moraes (peso-galo). Somados, em lutas pelo evento, os três campeões possuem 20 vitórias e nenhuma derrota. Não foram revelados detalhes financeiros ou de duração dos novos compromissos.

– Estamos orgulhosos por anunciar a renovação dos contratos destes três grandes campeões por muito tempo. Justin e Marlon são duas estrelas que cresceram dentro da nossa organização, e David, que já chegou como um ídolo, tornou-se um lutador ainda mais dinâmico e dominante desde que se juntou ao WSOF – disse o presidente do torneio, Ray Sefo, por meio de um comunicado oficial.

Leia também:  Luverdense perde do Inter com gol polêmico no final
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.