O governo federal decidiu manter o adiantamento de metade do 13° salário para os aposentados e pensionistas do INSS, de acordo com o jornal Folha de S.Paulo. O pagamento havia sido suspenso pelo Ministério da Fazenda sob o argumento de falta de fluxo de caixa para bancar a despesa.

Nesta terça-feira (18), o Sindnapi (Sindicato Nacional dos Aposentados Pensionistas e Idosos da Força Sindical) protocolou no STF (Supremo Tribunal Federal) uma ação para questionar a decisão do governo de não pagar neste mês o adiantamento do 13º salário.

Segundo a Folha, a data e a forma como se dará o adiantamento serão definidas nesta quarta-feira (19) em reunião da presidente com sua equipe econômica. O Ministério da Fazenda não incluiu na folha de pagamento de agosto, que é paga entre o final deste mês e o início de setembro, o adiantamento de metade do 13º.

Leia também:  Câmara começa analisar projeto que pode dar fim à repasses para Exposul

De acordo com um auxiliar do ministro Joaquim Levy, a pasta tenta encontrar uma solução para o problema até o fim do mês, mas ainda não há previsão de nova data para o pagamento.

Ministério da Previdência Social não confirma a informação e ressalta que o assunto está sendo tratado pelo Ministério da Fazenda. Oficialmente, a Fazenda ainda não anunciou a decisão.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.