Foto: assessoria
Foto: assessoria

A Assembleia Legislativa começou a discutir os próximos 30 anos de Mato Grosso com quatro municípios da região Oeste, na primeira edição do projeto “Assembleia Itinerante: Valorizando o Legislativo”, realizada em Comodoro (distante 650 km de Cuiabá), durante toda esta sexta-feira (25).

O presidente do Poder Legislativo, Guilherme Maluf (PSDB), afirmou para prefeitos, vereadores, lideranças políticas e população de Comodoro, Campos de Júlio, Conquista d´Oeste e Nova Lacerda, que é necessário replanejar o Estado para os próximos 30 anos, e por meio das 17 Assembleias Itinerantes que serão realizadas até o fim de 2016, será discutida com todas as regiões, o futuro de Mato Grosso.

“Escrever o futuro do Estado é o nosso dever. Um povo que não sabe onde quer chegar, não sabe onde caminhar. Juntos, na democracia participativa, construiremos novas perspectivas para o nosso futuro”, afirmou Maluf que esteve acompanhado do deputado estadual Wancley Carvalho (PV), que possui base eleitoral na região.

De acordo com Maluf, a Assembleia Legislativa vive um novo momento com esse projeto, pois se aproxima da sociedade ao percorrer os municípios, ouve demandas da população no local onde vivem e ainda oferece serviços gratuitos.

“Estamos saindo da Assembleia Legislativa para conversar com a sociedade, ouvindo as pessoas para ter o conhecimento das principais necessidades. Mato Grosso pode muito mais, e em tempos de crise, como agentes políticos, precisamos nos unir à população para manter o crescimento de Mato Grosso”.

Leia também:  Cursos de Gestão Pública tem presença expressiva de acadêmicos

A discussão sobre o futuro do Estado foi amplamente discutida com a prefeita de Comodoro, Marlise Marques Moraes (PR), de Campos de Júlio, Dirceu Comiram (PSD) e Valmir Moretto (DEM) de Nova Lacerda. Durante o encontro, trataram sobre educação, saúde, infraestrutura, industrialização e produção de alimentos.

O futuro também foi observado com a construção da ferrovia Transcontinental, que pretende ligar o Brasil, Peru e China. De acordo com o projeto, Comodoro receberá o traçado ferroviário, proporcionando desenvolvimento para a região.

Durante o evento, professores da educação infantil e agentes comunitários de saúde dos quatro municípios receberam palestras de qualificação para ser implantados nas cidades e promover o desenvolvimento nas áreas, visando o presente e futuro da região Oeste.

“É uma maneira nova e moderna da Assembleia Legislativa, que está mais próxima da população, que não precisa se deslocar até Cuiabá para apresentar as suas reivindicações. Como Maluf disse, devemos pensar a médio-longo prazo, trazer o desenvolvimento para nossa região, citamos a importância da construção de um Porto-Seco para estimular a geração de empregos, e agregar investidores, pois Comodoro é um local estratégico, onde teremos a ferrovia”.

Já o prefeito de Campos de Júlio argumentou que o Assembleia Itinerante é um fato novo para a região. “Nós gestores pudemos ter uma linha mais direta com o presidente Maluf e deputado Wancley, para contar a nossa realidade com tempo, linguajar nosso e expressão própria. Contamos o que vivemos, e isso é bom para que os parlamentares possam nos ajudar em assuntos como transporte escolar, ambulância, infraestrutura”, disse.

Leia também:  Janot recusa transmitir cargo para sua sucessora Raquel Dodge

O deputado Wancley Carvalho destacou que a Assembleia Legislativa está quebrando paradigmas. “É um novo momento, os deputados estão dando o exemplo, não apenas no discurso, mas vindo discutir o fortalecimento do poder legislativo, discutindo a importância do vereador, ouvindo a sociedade. Muitas vezes viam os deputados muito distante dos problemas daqui, e agora estamos aqui debatendo a realidade estando no município”.

ASSEMBLEIA ITINERANTE – O objetivo do projeto inédito em função da quantidade de serviços oferecidos à sociedade, é aproximar o parlamento da população e ouvir as demandas, diretamente nos municípios, levando serviços de cidadania ofertados pela Assembleia Legislativa e cursos de capacitação para professores e agentes de saúde.

Os deputados realizaram atendimentos das demandas locais nos gabinetes itinerantes na Praça Pioneiros, no período da manhã, enquanto isso, em outros stands, o Espaço Cidadania ofereceu atendimento à sociedade com a possibilidade de confecção de documentos como carteira de identidade, de trabalho, orientações jurídicas por meio da Defensoria e posto de atendimento do Detran para tirar duvidas e obter documentos do órgão durante todo o dia.

Leia também:  Audiência Pública discute regularização fundiária em Rondonópolis nesta quinta

Ações de cidadania, como espaço de beleza, saúde, cultura, esporte e lazer para a população, tudo de forma gratuita, também foi ofertado.

Em outro espaço, na Cooperativa Educacional de Comodoro (Coeduc), palestras foram realizadas para professores e agentes de saúde em quatro salas com diferentes temas.

Também foram realizadas palestras sobre a democracia participativa, o orçamento impositivo no âmbito municipal, fim do voto secreto em todos os poderes e municípios, ficha limpa para cargos de confiança na administração pública municipal e criação da comissão anticorrupção. 

Logo mais, à noite, a partir das 19h, será realizada sessão especial e às 22h30, será realizado um show cultural com artistas regionais na praça municipal.

A próxima cidade a receber o projeto é Rondonópolis, em outubro. Ao todo, 17 polos de Mato Grosso serão percorridos pelos deputados estaduais e a estrutura da Assembleia Legislativa.

A ação conta com o apoio da Polícia Militar, Ministério do Trabalho, Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso, Lions Clube da Visão, Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec), Serviço Nacional de Emprego (Sine), Instituto de Defesa Agropecuária do Estado de Mato Grosso (Indea), Instituto Brasileiro de Meio Ambiente (Ibama), Cartório de Registro Civil e Imóveis, Defensoria Pública do Estado de Mato Grosso e Ministério Público Estadual.

 

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.