Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

Um incêndio em uma prisão de segurança máxima nas Filipinas matou 10 detentos, a maioria em suas celas, informaram autoridades nesta sexta-feira, um desastre que deve atrair mais atenção para as condições assombrosas de um dos sistemas prisionais mais sobrecarregados do mundo.
A causa do fogo no presídio da província central de Leyte, ocorrido na noite de quinta-feira, foi um defeito na fiação elétrica, segundo um autoridade do Corpo de Bombeiros.
“Todo o complexo de segurança máxima foi tomado pelo incêndio, então todos que estavam nas celas foram atingidos pelas chamas”, disse Eric Barcelo, marechal municipal do Corpo de Bombeiros, aos repórteres.
Oito detentos ficaram irreconhecíveis, um morreu em um abrigo de emergência e um corpo foi encontrado perto da cerca de contenção. O dilapidado sistema prisional do país sul-asiático é o quarto mais superpovoado do mundo, de acordo com o Centro Internacional de Estudos Prisionais.
As autoridades transferiram prisioneiros do setor danificado para um complexo de segurança mínima.

Leia também:  Estado Islâmico assume ataques contra Bagdá que deixaram dezenas de feridos e 28 mortos
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.