O candidato à presidência da OAB-MT se reúne, nesta quarta-feira (18), com advogadas e advogados de Colíder, Peixoto de Azevedo e Alta Floresta. Ele vai discutir e reforçar as principais propostas de gestão para a classe. As eleições para a presidência da OAB-MT acontecem no dia 27 de novembro.

Pela agenda do candidato, ele está em Colíder pela manhã com advogadas e advogados. Em Peixoto de Azevedo, ele tem um almoço marcado com colegas, no Portal restaurante, 12h. E, às 20h, estará em Alta Floresta, no Sindicato dos Madeireiros do Norte de Mato Grosso para também discutir propostas com a classe.

A interiorização é uma das prioridades da Chapa 2, que leva o nome “Somos Todos OAB”. Em suas propostas, ele defende a descentralização da administração dos serviços da Caixa de Assistência dos Advogados (CAA-MT), da Escola Superior da Advocacia (ESA), do Tribunal de Ética e Disciplina (TED) e do Tribunal de Defesa das Prerrogativas (TDP), com a criação de quatro polos regionais. O objetivo é permitir o efetivo acesso da advocacia do interior aos benefícios propiciados pela CAA-MT e pela ESA, por exemplo.

Leia também:  Ex-prefeito Percival Muniz e mais quatro são condenados por improbidade administrativa

O candidato entende que a OAB-MT deve oferecer serviços e prestar atendimento de forma igualitária para toda a classe, independentemente da região. “Cada polo deve servir para dar um suporte maior para advogadas e advogados em suas próprias subseções. Mas a seccional continuará sendo gestora e fiscalizadora dos polos regionais”, explica.

Outra proposta de Capilé, para fortalecer as subseções, é a reavaliação da distribuição de receitas. Segundo o candidato, essa distribuição precisa ser reavaliada para melhor atender as necessidades de cada uma delas. Capilé afirma que “existe também a necessidade de reforma de algumas sedes e a construção de novas próprias paras várias subseções”.

As propostas do candidato Fábio Capilé foram construídas a partir de diálogos com advogadas e advogados de todas as regiões do estado, durante visitas. Ele percorreu, em carro próprio, quase 40 mil quilômetros de estradas em Mato Grosso para conhecer melhor a realidade da advocacia.

Leia também:  Musa de Cáceres é a nova Miss Mato Grosso 2017
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.