Foto: Adonias Silva/G1
Foto: Adonias Silva/G1

Em tempos em que se comunicar usando a internet em aparelhos celulares faz parte do cotidiano da maioria da população, deixar de usar aplicativos de mensagens, como o WhatsApp, por exemplo, é um verdadeiro sacrifício. Com a intenção de renovar o espírito, em Santarém, no oeste paraense, a dona de casa Raimunda Girlene Picanço, de 41 anos decidiu abster-se do app durante a Quaresma – um dos períodos mais importantes para a fé, segundo os cristãos católicos. O momento representa um tempo de conversão, silêncio, oração, penitência e jejum.

Integrante do Movimento de Cursilho de Cristandade (MCC) Raimunda faz ‘jejuns’ neste período há 14 anos. Segundo ela, desde a Quarta-feira de Cinzas a rede social não faz parte da lista de aplicativos do celular dela. Ela conta que passava o dia conectada. “Eu fico trocando mensagens com o grupo de orações da comunidade católica que participo, com familiares e também amigos”.

Leia também:  Tenente-coronel da PM mata esposa após desentendimento dentro de viatura policial

Para a dona de casa, essa atitude significa a libertação espiritual para encontro de uma vida mais próxima de Deus. “A vida da gente é feita de escolhas. Durante esses catorze anos eu me abstenho de alguma coisa na Quaresma e na Semana Santa. Este ano optei ficar sem o aplicativo por quarenta e sete dias. Isso é uma forma de mostrar para o meu celular que sou eu e não ele quem me domina. Hoje o celular é um vício muito grande. Então as pessoas que me amam vão passar um ‘torpedão’ ou vão ligar para mim. Eu sempre falo que depois que inventaram o WhatsApp, ligação é uma grande prova de amor”, revela.

Leia também:  Ex-deputada federal Marina Magessi morre no Rio de Janeiro

 

Raimunda é casada e tem um filho de 17 anos. Desde criança se dedica as obras da igreja. Este ano além de cumprir a penitência, o dinheiro que iria gastar com pacotes adicionais e recargas de internet móvel no celular, decidiu guardar para ajudar nas ações da Campanha da Fraternidade 2016.

 

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.