Foto: Reprodução/Google Street View
Foto: Reprodução/Google Street View

Uma situação inusitada ocorreu em um motel no bairro Apolônio Sales, em Rio Branco, nesta quarta-feira (17). De acordo com um funcionário do local, que preferiu não se identificar, um homem de 30 anos não tinha R$ 25 para pagar o quarto que havia usado sozinho no motel e acabou sendo detido pela polícia.

Segundo o funcionário, o cliente pagou R$ 25 reais e ficou de 22h às 12h30. Após esse período, um funcionário perguntou se ele iria continuar no local, pois teria que pagar um adicional de R$ 25. O homem informou que tinha o dinheiro, mas quando foi ao quarto o funcionário encontrou apenas uma moeda de R$ 1. A gerência do local mandou o homem sair do quarto e chamou a polícia.

Leia também:  Brinquedo de parque de diversões despenca e deixa crianças e adolescentes feridos em GO

“Ele pagou o período e quando venceu as duas horas devia pagar mais R$ 25, mas ele não tinha o dinheiro. Se o cliente não pagar, o proprietário do motel tira o valor do nosso salário. Ele estava sozinho no quarto, aparentemente usando droga. O cliente pediu para usar um telefone, ligou para a mãe que não foi até o motel e para a esposa que disse que iria no local, mas depois ligou e disse que a polícia podia levar para a delegacia”, conta o funcionário.

De acordo com o funcionário, esse tipo de situação é comum no local e os clientes já fugiram sem pagar contas de até R$ 200.

“Já teve gente correndo sem roupa aqui porque não tinha dinheiro para pagar. Esse era um valor pequeno, mas teve gente que deu calote grande aqui no motel. A gente tenta compreender, mas agora chamamos a polícia para resolver a situação”, destaca.

Leia também:  Estelionatária é presa por se passar por advogada, aliciar índios e fraudar benefícios

O cliente do motel foi encaminhado para a Delegacia de Flagrantes (Defla) onde foi ouvido para as medidas cabíveis e em seguida liberado.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.