Adnan Zagatto – secretário de Administração - Foto: assessoria
Adnan Zagatto – secretário de Administração – Foto: assessoria

Angariar recursos para investir em obras de infraestrutura que vão beneficiar a população de Rondonópolis. Esta é a meta da Administração Municipal que realiza leilões de diversos bens móveis e imóveis durante a semana. Nesta terça-feira (28) são leiloados seis lotes na modalidade de concorrência pública, ou seja pela melhor oferta. O leilão dos terrenos ofertados pelos editais 5 e 11/2016 acontece na sala de licitações, no piso superior do Palácio da Cidadania.

Adnan Zagatto – secretário de Administração – explica que o edital 5 oferece dois terrenos de 300 metros quadrados com lance mínimo de R$ 82.500,00, na Vila Adriana; um lote de 800 metros quadrados no Jardim Ana Carla, com lance mínimo de R$ 99 mil e outro no Jardim Assunção com 250 metros quadrados e lance mínimo de R$ 55 mil.

Leia também:  Sesc Rondonópolis realiza desafio mix aeróbico neste sábado (08)

No edital 11, acrescenta o secretário, está disponível uma área de 275 metros quadrados localizados na margem da rodovia BR-163 e o valor mínimo de lance é R$ 176 mil. É ofertada também a área em formato retangular com 6.400 metros quadrados na Cidade Salmen. O lance mínimo é de R$ 968 mil.

Na quinta (30) vai ser realizado o leilão de veículos, maquinários e sucatas, também na modalidade de concorrência. Os interessados podem participar do leilão no auditório da prefeitura ou pelo sistema online no site www.kleiberleilões.com.br. Dentre os 42 lotes ofertados estão 37 veículos, sendo 5 motos e 32 carros, micro-ônibus e kombis, além de motoniveladora, pá-carregadeira e sucatas.

Leia também:  ACIR confirma participação em evento científico do IFMT

Adnan Zagatto reforça que em todos os leilões realizados, o prefeito Percival Muniz investe a arrecadação em obras de infraestrutura, como construção de pontes, creches e pavimentação das vias públicas. O secretário esclarece que por força de lei, os recursos angariados no leilão de bens móveis são utilizados para adquirir material permanente, como móveis e equipamentos de trabalho.

“Desta vez, a recomendação do prefeito também é para que se invista todo o recurso a ser arrecadado no leilão de bens imóveis em obras de infraestrutura na cidade. A meta é atender as necessidades das comunidades e assegurar mais qualidade de vida para a população”, explica Adnan. O secretário acrescenta ainda que o leilão de veículos e sucatas vai servir para organizar melhor a estrutura de trabalho nas diversas áreas da administração.

Leia também:  Correios devem entrar de greve e serviços de banco postal serão encerrados
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.