Foto: Divulgação / Sindpss-MT
Foto: Divulgação / Sindpss-MT

Após mais de 30 dias em greve pela recomposição da Revisão Geral Anual (RGA), os servidores do sistema socioeducativo de Mato Grosso decidiram, em assembleia, na manhã desta quarta-feira (06) pelo encerramento do movimento.

“Tendo em vista de que muitas categorias retornaram da greve e irão a partir de agora brigar na justiça por esse direito, nós do sistema socioeducativo também entendemos dessa forma e resolvermos colocar fim ao movimento grevista e retornar a normalidade das atividades nas unidades do Estado”, explicou o presidente do presidente do Sindicato da Carreira dos Profissionais do Sistema Socioeducativo do Estado de Mato Grosso (SINDPSS), Paulo César de Souza.

Na oportunidade ainda, o presidente da categoria parabenizou todos os servidores pela participação e pela luta durante todo o período de greve.

Leia também:  Confresa é líder em resgaste de trabalhadores em situação semelhante a escravidão

“Nós temos no sistema socioeducativo verdadeiros guerreiros que durante todos esses dias estiveram conosco, participando, nos apoiando e lutando de forma digna, então, nossos sinceros agradecimentos a todos vocês que não esmoreceram e que não se deixaram abater”, falou Paulo.

COMISSÃO DE GREVE – Também ficou definido durante a assembleia, que a comissão que esteve a frente desse movimento grevista irá se estabelecer como comissão permanente na luta pelo socioeducativo de Mato Grosso em ações futuras propostas pelo SINDPSS/MT.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.