Uma jovem de 18 anos foi presa em flagrante por tentativa de homicídio do filho de 3 meses. Ela confessou ter atirado a criança no chão durante uma briga com o marido no final da noite de quinta-feira (18) na cidade de Dom Pedrito, na Região da Campanha gaúcha. O menino sofreu uma fratura no braço, apresenta ainda hematomas, mas não corre o risco de morrer.

Conforme Patrício Antunes, inspetor da Polícia Civil que atendeu a ocorrência, em um primeiro momento a mãe relatou ao Conselho Tutelar que o pai tinha sido o responsável pela agressão do filho. No entanto, ela mudou a versão e confessou que foi ela quem atirou a criança no chão quando conversou com a polícia no hospital onde o menino era atendido.

Leia também:  Presença de criança em apresentação com artista nu gera polêmicas em museu de SP
Foto: Polícia Civil/Divulgação
Foto: Polícia Civil/Divulgação

“Fomos informados (pelo Conselho Tutelar) de que uma mãe e um pai teriam brigado em casa, e que durante essa briga teriam jogado a criança no chão”, relata Patrício.
Depois da briga, a mãe pediu ajuda para vizinhos e levou a criança para receber atendimento médico, enquanto que o pai fugiu do local. O menino recebeu um primeiro atendimento em Dom Pedrito, mas depois foi encaminhado para um hospital em Bagé, na mesma região.

“Chorando, ele (o pai) me disse por telefone que não tinha sido ele que tinha atirado a criança no chão. Ele confessou que agrediu a esposa, mas negou que tivesse jogado o filho”, disse o inspetor Antunes.
No hospital, a mãe da criança, identificada como Zingara Thalia Lopes Leite, de 18 anos, também conversou com a polícia e durante uma crise de choro e assumiu que tinha sido ela a responsável por jogar o filho no chão.

Leia também:  Caminhão explode após colisão com carreta e motorista morre carbonizado

“Nas palavras dela, ela disse que foi tomada por uma ‘raiva incontrolável’, e que com o objetivo de partir para cima do marido, jogou a criança no chão. Ela disse que só depois os dois foram perceber que a criança estava caída”, conta Antunes.

Reprodução
Reprodução

A mãe foi presa em flagrante e indiciada por tentativa de homicídio. No entanto, o inquérito que será concluído pela delegada Daniela Barbosa de Borba, ainda vai determinar se o pai pode ser responsabilizado por omissão porque fugiu ao invés de socorrer a criança.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.