A polícia não descarta que o homem suspeito de matar a filha de cinco anos na Tijuca, zona norte do Rio, possa ter cometido o crime para se vingar da ex-mulher, segundo informou o delegado Fábio Cardoso, da DH (Divisão de Homicídios da Capital). Marcus Vinicius da Silva Alves foi preso na madrugada desta terça-feira (25) em um hospital psiquiátrico em Botafogo, zona sul do Rio. De acordo com o delegado, ele está detido sob custódia e deve ser ouvido após receber alta.

Reprodução/Rede Record
Reprodução/Rede Record

Segundo Cardoso, o crime aconteceu na madrugada de domingo passado (23) na casa dos avós de Marina Luz Borges Alves. Para o delegado, ele deve ter asfixiado a menina com o travesseiro enquanto ela dormia, por isso foi um crime silencioso.

Leia também:  Usuários deixam praças e retornam a antiga Cracolândia em SP

Alves está separado da mulher há quatro anos. O suspeito fazia acompanhamento psicológico e tomava remédios controlados. De acordo com Cardoso, a hipótese de que ele teria tido um surto psicótico também não está descartada. Outra hipótese é de que Alves teria cometido o crime para se vingar da ex-mulher.

— Ele já chegou a ter problemas policiais. Recentemente, um fato novo o relembrou da separação e, por conta disso, tomado pela raiva, pela ira contra a ex dele, mãe da vítima, acabou matando sua própria filha de cinco anos.

Cardoso disse ainda que Alves deve ser ouvido após ser liberado da unidade psiquiátrica. A polícia quer esclarecer as motivações e a dinâmica do crime. O inquérito deve ser concluído dentro de 30 dias.

Leia também:  Mulher é agredida por companheiro com socos e pauladas por cantar música "Saudade do meu ex"
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.