Imagem: curandeiro usa métodos de violentos tapas para curar
Foto: Reprodução

O chinês Hongchi Xiao, de Pequim, na China, se apresenta como “curandeiro”. Seu método de cura, no entanto, causa polêmica: ele aplica tapas violentamente fortes. Agora, Xiao está foragido após um menino de 7 anos morrer em uma de suas sessões.

Segundo as informações do The Sydney Morning Herald, o “curandeiro” atende em seu consultório na cidade de Sydney, na Austrália. Nas redes sociais circulam imagens que mostram como ficam os corpos dos pacientes após o tratamento nada convencional.
Para Xiao, as terapias tradicionais são “venenos que deterioram o corpo e a saúde das pessoas”.

A vítima, o pequeno Aidan Fenton, era diabético e morreu depois de ficar 72 horas em jejum. Os pais afirmaram à polícia que acreditavam que o “curandeiro” pudesse salvar o garoto da doença.

Leia também:  Furacão Maria mata 9 pessoas no Caribe e chega causando muita destruição em Porto Rico

Xiao oferece oficinas de “autocura” no valor estimado de R$ 6 mil.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.