Servidores lotados na Secretaria Municipal de Educação que estavam cedidos, provisoriamente, para o Centro de Atenção Psicossocial Infantil Especializado (CAPS) vão retornar aos cargos de origem. Com isso, devem melhorar a qualidade do serviço público já que vão reforçar o atendimento a quase 300 crianças especiais que estudam na rede municipal. A Prefeitura entende que os serviços destes servidores serão aplicados com maior eficiência na Educação.

A volta desses servidores deve resultar em uma a maior integração entre os alunos na rede regular de ensino e, também atende a portaria nº 20.927 do dia 11 de janeiro de 2017 que reconduz os servidores efetivos e comissionados que desempenham função alheia ao cargo para o qual foram originalmente providos. Além disso, atende a recomendação de vários órgãos de controle quanto ao desvio de função de servidores públicos.
Para a mãe de um aluno da rede do ensino fundamental o aumento do número de servidores na Educação deve trazer uma maior humanização entre as crianças. Sendo que quanto maior for o efetivo nas unidades educacionais mais será a abrangência nos atendimentos.

Leia também:  Caminhada reforça importância dos cuidados no trânsito em Rondonópolis

“Fico feliz em ver meu filho que é portador de necessidade especial estudar com um coleguinha da rede básica. Isso humaniza todas essas crianças que crescem sem preconceitos, já que aprendem a importância da convivência saudável respeitando as diferenças todas da vida”, comentou.

Já com relação ao CAPS Infantil a Prefeitura adianta que está analisando a atual situação e destaca que não tem medido esforços no sentido de viabilizar o melhor atendimento.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.