Imagem: preso VG 1
Foto: Pedro Couto / AGORA MATO GROSSO

A delegada Elaine Fernandes, que está a frente da Delegacia de Repressão a Roubos e Furtos de Várzea Grande – MT, confirmou que um familiar participou do latrocínio, que é o roubo seguido de morte, de Sandra Siqueira, de 47 anos.

A vítima chegava na casa dela com a filha e a irmã no carro quando foi abordada por um dos assaltantes. Ela então apertou a buzina e o suspeito atirou no rosto dela. Sandra foi levada ao Pronto Socorro, mas não resistiu ao ferimento.

A ação dos criminosos foi flagrada por Câmeras de Segurança. Três homens participaram do assalto, um deles entra na garagem junto ao carro da vítima, os outros dois ficam do lado de fora da casa, dando cobertura ao crime.

Os três estão presos. André Luiz Gomes, foi em atirou na vítima. Jordão Neto e Maikon Alves dos Santos ficaram do lado de fora da casa. Para a delegada Elaine Fernandes o trio recebeu informações privilegiadas de um quarto envolvido.

“Está quarta pessoa não participou do assalto, mas passou aos executores informações quanto a rotina da família”, destacou a delegada reforçando que o objetivo era roubar as jóias de Sandra Siqueira.

A delegada confirmou também que o suspeito é parente da vítima. “Era muito próximo de Sandra, contava com a confiança total dela”, enfatizou.

Este quarto suspeito ainda não foi preso. Sandra era servidora da Prefeitura Municipal de Várzea Grande e chegou a ser candidata a vereadora.

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.