Imagem: Emanuel Pinheiro e Luiz Possas
Luiz Antônio Possas e o prefeito Emanuel Pinheiro – Foto: assessoria

Com as mudanças em algumas Pastas que estão sendo planejadas pelo prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro (MDB), dentro da minirreforma administrativa ainda em andamento, o procurador-geral do Município, Luiz Antônio Possas de Carvalho, que acumula também a Secretaria Municipal de Saúde, ficará no comando de apenas uma delas. A informação é do próprio prefeito que vem prometendo, há vários dias, finalizar o projeto e enviar à Câmara Municipal de Cuiabá.

A expectativa era que isso ocorre já nesta terça-feira (13), mas Emanuel Pinheiro não enviou o projeto. Em entrevista, ele prometeu concluir as alterações para envio do projeto até a próxima terça-feira (20). No fim de semana, o prefeito fez reuniões com secretários e com alguns vereadores e recebeu sugestões que agora estão sendo analisadas antes da formatação final do projeto.

“Tive algumas reuniões e tive algumas sugestões que irei adequar. Não há nenhuma sangria desatada, e nenhuma definição, até porque é um ajuste”, disse o emedebista ao explicar os motivos de não ter finalizado o projeto para envio ao Legislativo Municipal nesta terça-feira.

Sobre a situação de Luiz Possas, o prefeito diz que ele não continuará na Procuradoria-Geral do Município. “Se ele vai continuar como secretário de Saúde ou se ele vai para outra Pasta, vou fechar até o dia 20”, relatou Pinheiro.

A ideia do prefeito é reduzir em 5% o custeio da máquina pública para dar continuidade ao seu mandato que termina em dezembro de 2020. A Prefeitura de Cuiabá conta hoje com 17 Secretarias, além da Vice-Governadoria, Controladoria, Procon e Procuradoria-Geral, que também funcionam com estruturas de secretarias.

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.