Imagem: celulares
Celulares adquiridos pela Câmara de Cuiabá para os 25 vereadores – Foto: assessoria

A Câmara Municipal de Cuiabá passou a fornecer aparelhos celulares aos gabinetes e às Secretarias do Legislativo Cuiabano. Dos 25 vereadores que compõem a Casa, sete  recusaram os telefones, sendo cinco deles da oposição e dois governistas.

De acordo com a Câmara, cada gabinete e Secretarias do Parlamento Municipal receberá um kit celular com três aparelhos, sendo um Moto G7 e dois Galaxy A20. O valor gasto na aquisição dos celulares não foi informado pela Casa.

No entanto, em consultas de preço na internet, é possível constatar que ambos os modelos escolhidos saem por uma média de R$ 1 mil cada um. Em lojas físicas esse valor sobe um pouco. Dessa forma, é possível estimar um valor aproximado de R$ 75 mil para aquisição de 75 celulares apenas para os 25 gabinetes. Isso sem contar os aparelhos destinados às Secretarias da Casa.

Os aparelhos serão cedidos através de um termo de responsabilidade que inclui também um pacote que limita o uso da linha. Os gabinetes passam a receber também uma linha exclusiva de internet de 30 MB, o que torna mais eficiente a comunicação da Casa.

Imagem: Misael Galvão
Misael Galvão é o presidente da Câmara – Foto: divulgação

“Sé mais um instrumento de trabalho que a Câmara irá fornecer aos vereadores e também a administração, com o objetivo de garantir mais eficiência na execução do trabalho, e se tornando mais um meio elo com a população”, argumentou o presidente da Casa, Misael  Misael, que está de saída do PSB para se filiar ao PTB com aval do Tribunal Regional Eleitoral (TRE-MT).

Os vereadores que recusaram os aparelhos são: Marcelo Bussiki (PSB), Abílio Júnior (PSC), Diego Guimarães (PP), Dilemário Alencar (Pros), Felipe Wellaton (PV), Lilo Pinheiro (PDT) e Wilson Kero Kero (PSL).

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.