Mais
    Agora MT Mundo Cientistas descobrem método que impede totalmente a infecção pelo coronavírus
    PESQUISA

    Cientistas descobrem método que impede totalmente a infecção pelo coronavírus

    Tecnologia tornaria possível medicamento muito mais eficaz do que as vacinas, já que não permite que vírus se instale

    Fonte: R7
    VIA

    Imagem: sars cov 2 Cientistas descobrem método que impede totalmente a infecção pelo coronavírus
    Mecanismo cria barreira que faz com que o vírus morra sem infectar células humanas – Foto: Reprodução

    Um grupo de cientistas belgas conseguiu isolar um tipo de açúcar presente nas células humanas e que o vírus da Covid-19 utiliza para infectar o paciente, de forma a evitar que esse agente patogênico infecte humanos, segundo uma publicação na revista científica Nature Communications.

    Desde 2020, sabe-se que o Sars-CoV-2 interage com a proteína spike antes de chegar ao receptor ACE2, no qual de fato ocorre a infecção, mas esse grupo de cientistas das universidades de Leuven e Namur conseguiu bloquear os contatos entre a proteína e o vírus.

    Quando o vírus se aproxima de uma célula, ele começa a criar uma série de ligações que permitem que se agarre a ela, enquanto procura uma maneira de alcançar o receptor ACE2.

    “O vírus não atinge imediatamente no receptor ACE2, ele precisa primeiro explorar a superfície de nossas células para encontrar o bloqueio”, explicou o pesquisador David Alsteens em declaração ao jornal belga Le Soir.

    No entanto, graças a uma série de açúcares 9-O-acetilados, os cientistas conseguiram adicionar uma segunda barreira que impede o vírus de acessar o bloqueio que dá lugar ao receptor ACE2 desejado e, portanto, evita a infecção.

    Sem a possibilidade de infectar a célula, o vírus morre, no máximo, em um período de algumas horas, sem ter conseguido infectar nenhuma célula nem se reproduzir dentro do corpo humano, o que tornaria essa droga um sistema muito mais eficaz que as vacinas, que previnem os casos mais graves, mas não previnem a infecção.

    Essa descoberta abre as portas para a criação de antivirais que facilitam a erradicação completa do vírus. Por enquanto, sua aplicação começa a ser estudada em camundongos e, dependendo dos resultados, poderá ser testada em humanos.

    Alsteens, muito satisfeito com as perspectivas futuras da descoberta, salientou em declarações ao jornal que ela pode ser especialmente importante “para proteger contra todas as variantes futuras e para que se encontrem aplicações com outros tipos de vírus”.

     

    Relacionadas

    Em Rondonópolis, IFMT abre vaga para professor de Matemática e estágio na área de Administração

    O Instituto Federal de Mato Grosso (IFMT) Campus Rondonópolis está com uma vaga aberta para professor temporário para a área de matemática. A vaga...

    Jovem motociclista escorrega em pista e morre atropelado por ônibus

      Um jovem identificado como João Paulo Mesquita de Olegário de 21 anos morreu após ser atropelado por um ônibus na noite desta quinta-feira (12),...

    Comércio ilegal de agrotóxico é alvo de operação da PF em MT

    A 'Operação Mãe-Terra' foi deflagrada pela Polícia Federal (PF) na manhã desta quinta-feira (12) no Estado de Mato Grosso (MT).  A ação investiga a...

    Seduc busca referência em evento de tecnologia e inovação para fortalecer a educação em MT

    Equipe de profissionais da Secretaria de Estado de Educação (Seduc-MT) encerrou, nesta sexta-feira (13.05), a sua participação no Bett Brasil 2022, que ocorreu no...

    Trabalhadores ficam soterrados após estrutura de empresa de fertilizantes desabar no Distrito Industrial

    Cerca de 5 trabalhadores ficaram feridos após a estrutura de uma empresa de fertilizantes desabar no Distrito Industrial na madrugada deste sábado (14), em...

    PRF apreende cerca de 500 quilos de pasta base e cocaína em fundo falso de carreta

    A Polícia Rodoviária Federal (PRF) apreendeu na tarde desta quarta-feira (18) na BR-070, em Barra do Garças, cerca de 500 quilos de pasta base...

    Infestação de cigarrinhas e presença de fumagina preocupam produtores de milho

    Em Mato Grosso, a alta infestação de cigarrinhas e a presença da fumagina colocam produtores de milho em alerta. O inseto e o fungo são...

    Burnout: conheça os sinais e saiba como agir para amenizá-lo

    Também conhecido como a “doença do trabalho”, o burnout atinge hoje cerca de 50% dos jovens líderes, de acordo com o estudo do Grupo...

    Anvisa mantém uso de máscara em aviões, mas libera serviço de bordo

    Os protocolos contra a Covid-19 vão ser flexibilizados em aeroportos e em aviões no Brasil a partir de 22 de maio. Nesta quinta-feira (12),...

    Especiais

    Últimas

    Editoriais

    Siga-nos

    Mais Lidas