Agora MT Economia Em três anos, carros populares ficam 45% mais caros, alta acima da...
'CARROS DE ENTRADA'

Em três anos, carros populares ficam 45% mais caros, alta acima da inflação, mostra estudo da FGV

Fonte: R7
VIA

Imagem: Filas de carros Em três anos, carros populares ficam 45% mais caros, alta acima da inflação, mostra estudo da FGV
Carros- Foto: Reprodução

Já é comum ouvir que o carro popular não é mais, de fato, popular. Também é o que mostram os números.

Segundo levantamento feito pelo economista Matheus Peçanha, do FGV/IBRE (Instituto Brasileiro de Economia, da Fundação Getúlio Vargas), os três principais carros de entrada ficaram 45,6% mais caros, em média. Isso, de 2019 para 2023.

Os ‘carros de entrada’ fazem parte da categoria de automóveis que têm como público-alvo os consumidores de menor poder aquisitivo, são aqueles que costumam ser mais acessíveis.

Os três usados por Peçanha no levantamento são: Renault Kwid Zen 1.0, Chery QQ Act 1.0 e Fiat Mobi Like 1.0. Há quatro anos, em janeiro, eles custavam R$ 30.813,33, em média. Na mesma época, o salário mínimo era de R$ 998. Portanto, para comprar os veículos, era preciso desembolsar o valor correspondente a 31 pisos de remuneração.

Em janeiro de 2023, o preço médio desses três carros saltou para R$ 67.505. Por sua vez, o salário mínimo era de R$ 1.302 (mudou para R$ 1.320 em 1º de maio). Ou seja, para adquirir os mesmos carros populares passou a ser necessário pagar 52 salários mínimos .
Além disso, essa expansão nos valores foi maior que a inflação. No período, a inflação foi de 27,6%, ou seja, 18 p.p. (pontos percentuais) a menos, segundo dados do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística).

Crise na Ásia atrapalhou
Para Matheus Peçanha, a crise na produção de microchips foi o principal motivo para o salto nos preços. O problema ocorreu na Ásia, com foco na China e em Taiwan.

De 2020 a 2022, a ampliação da capacidade produtiva dos fabricantes esteve na casa dos 6%, enquanto a demanda registrou alta de 17%.

Os microchips são usados em carros, computadores, celulares e vários outros produtos, mas o setor mais afetado foi o automotivo.

Em fevereiro, a produção de veículos foi a menor para o mês nos últimos sete anos, com 161,2 mil automóveis montados, uma queda de 2,9% em relação ao mesmo período de 2022, segundo a Anfavea (Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores).

Vale lembrar que o Chery QQ Act 1.0, um dos três veículos utilizados no levantamento da FGV, nem é mais vendido no país. Isso também ilustra o momento ruim que vive o segmento no Brasil.

Governo pode entrar no problema
Diante desse cenário, o setor automotivo quer discutir com o governo federal para retomar a produção de carros populares.

Um grupo composto de montadoras, empresas de autopeças e concessionárias já conversou com representantes do Ministério do Desenvolvimento, Indústria, Comércio e Serviços. A pasta é comandada pelo vice-presidente Geraldo Alckmin.

Porém, nenhuma medida foi anunciada até o momento. O setor apostava na demanda reprimida nos últimos dois anos para ter resultados melhores em 2023. Contudo, o juro alto, a inadimplência e a restrição de crédito travaram o mercado.

Relacionadas

Paulo José repudia e rebate falas de humorista que fez vídeo sobre Rondonópolis

O pré-candidato Paulo José Correia (PSB) não gostou das falas do humorista Diogo Portugal, que deverá se apresentar em Rondonópolis nos próximos dias. Para...

Empresário Paulo Backes assume diretório municipal do Republicanos em Rondonópolis

Paulo Backes, jovem empresário no segmento atacadista e distribuidor, que foi empossado Presidente do Sindicato do Comércio Atacadista e Distribuidor de Mato Grosso -...

Bebê de 1 mês morre em Rondonópolis; mãe diz que menino caiu no chão

Um bebê de apenas 1 mês e 28 dias morreu em uma residência no início da noite desta sexta-feira (12), no bairro Cidade Alta,...

Operação Cordilheira sequestra propriedades e aplica multa de R$ 2,8 bilhões por desmate químico no Pantanal

A Polícia Civil de Mato Grosso, por meio da Delegacia Especializada do Meio Ambiente (Dema), realizou, entre os dias 8 e 12 de abril,...

PC cumpre 12 mandados contra investigados por corrupção passiva e advocacia administrativa

A Corregedoria-Geral da Polícia Civil de Mato Grosso deflagrou, na manhã desta quarta-feira (17.04), a Operação Diaphthora, para cumprimento de 12 ordens judiciais decretadas...

Governo lança edital com regras das provas do Concurso Nacional Unificado

O Ministério da Gestão e Inovação em Serviços Públicos divulgou na quarta-feira (17) o edital com as regras para a aplicação das provas do...

Caixa começa a pagar Bolsa Família de abril

A Caixa Econômica Federal começa a pagar a parcela de abril do novo Bolsa Família. Recebem nesta quarta-feira (17) os beneficiários com Número de...

Concurso da SES ocorre neste domingo (14) em Rondonópolis e mais 4 cidades

A prova objetiva do concurso da Secretaria de Estado de Saúde (SES-MT) será aplicada neste domingo (14.04), das 13h às 17h, em cinco polos...

Solenidade oficializa troca de comando no Corpo de Bombeiros em Rondonópolis

Na noite desta sexta-feira (12), o Corpo de Bombeiros Militar de Mato Grosso (CBM-MT) realizou a solenidade de transmissão do cargo de comandante do...

Especiais

Últimas

Editoriais

Siga-nos

Mais Lidas