Concentração dos participantes da marcha que lembra o combate a violência contra as mulheres. Foto: Varlei Cordova/AGORA MT

Os organizadores da campanha “Março Sempre Mulher” avaliaram como positiva as atividades realizadas no Estado. Em Rondonópolis os trabalhos, coordenados pelo Conselho Municipal dos Direitos das Mulheres (CMDM) em parceria com a Secretaria Municipal de Promoção e Assistência Social, também foram avaliados positivamente. A campanha ocorreu na última semana.

Durante a marcha realizada no dia 08 de março, a secretária de Promoção e Assistência Social, Neuma Morais, disse que durante a semana os trabalhos foram bem intensos e defendeu que a campanha foi muito proveitosa. “Trabalhamos bastante durante o ‘Março Sempre Mulher’ e acredito que os resultados foram satisfatórios”.

Para a presidente do CMDM, Sandra Raquel, observou que vários segmentos, como o conselho, a secretaria de Promoção e Assistência Social, a Cruz Vermelha e outros órgãos e empresas participaram da campanha. “Foi um trabalho apartidário onde todos buscavam a mesma causa, lutar contra a violência às mulheres. O resultado foi muito positivo, acredito que plantamos uma boa semente”, disse.

Leia também:  Programa Jovens Embaixadores está com inscrições abertas

Sandra disse que a campanha está prevista para ser realizada todos os anos, na semana em que é comemorado o Dia Internacional das Mulheres e espera que em 2013 o número de participantes seja maior e que haja um envolvimento maior com os comerciantes. “Distribuímos 1,2 mil camisetas e muitas pessoas participaram da marcha com roupas normais, gostaria de vestir 4 mil pessoas para o próximo ano”.

Segundo a presidente do CMDM, a presidente da Casa da Mulher da Assembleia Legislativa, Janete Riva, organizadora da campanha, os dados de todos os municípios serão entregues em Brasília na Secretaria de Políticas Públicas. “Janete fez elogios em relação a toda a campanha realizada em Rondonópolis, pois todos desenvolvemos um bom trabalho. Em relação a marcha acredito que estamos entre as maiores manifestações do Estado”, concluiu.

Leia também:  Mato Grosso | No 1º trimestre do ano, 348 motoristas tiveram a CNH suspensa pelo Detran
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.