O interesse demonstrado por Pep Guardiola em assumir o comando da Seleção foi correspondido pela alta cúpula da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), segundo apurou a reportagem com uma fonte ligada à presidência da entidade.

O nome do treinador espanhol encabeça uma lista de favoritos que ainda conta, pela ordem, com Tite, Abel Braga e Vanderlei Luxemburgo. A direção, no entanto, ainda não fez nenhum contato oficial com o técnico e seus representantes.

José Maria Marin, presidente da CBF, sabe que a negociação com Guardiola pode esbarrar em entraves salariais e burocráticos, o que, no entanto, não é empecilho para uma aproximação. Jogador de Guardiola no Barcelona, Daniel Alves sinalizou à direção da CBF que o técnico toparia assumir a Seleção Brasileira.

Leia também:  Palmeiras assume a vice-liderança após vencer Grêmio fora de casa

Procurado neste sábado, Josep Maria Orobitg, agente do técnico, disse que não falaria nada sobre o destino de Pep.

Correndo por fora, Tite e Abel Braga estão tecnicamente empatados na corrida, mas o corintiano ganhará pontos valiosos caso o Corinthians conquiste o Mundial de Clubes da Fifa, em dezembro, no Japão.

Com menos chances, Vanderlei Luxemburgo, hoje no Grêmio, também está sendo analisado, e Luiz Felipe Scolari, o preferido de Marco Polo del Nero, vice-presidente da CBF, tem chances reduzidas.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.