Os empresários levaram faixas até a Câmara - Foto: Wlly Garcês / AGORA MT
Os empresários levaram faixas até a Câmara – Foto: Wlly Garcês / AGORA MT

A Associação Comercial e Industrial de Rondonópolis (ACIR), reuniu diversos empresários e foram até a Câmara Municipal pedir a retirada de pauta dos projetos enviados pelo Executivo que regulamenta o aumento do IPTU e da cobrança da taxa de lixo. Eles afirmam que os assuntos deveriam terem sidos discutidos com a classe e com mais tempo.

“Se o projeto for votado, vamos respeitar, porém o Prefeito poderia ter enviado o projeto no início do ano, já que tem prazo para ser votado. Percival disse em minha posse que não era ele que estava aumentado os impostos, mas o que está acontecendo é totalmente ao contrário”, argumenta Luiz Homem de Carvalho, presidente da ACIR.

Leia também:  MPF pede ao juiz Sérgio Moro a condenação do ex-presidente Lula

No caso da taxa de lixo, os valores apresentados no projetos são de R$ 0,09 para residências, R$ 0,10 para comércios e indústrias. Já o valor de R$ 0,15  será para  comércios ou indústrias que tenham lixo orgânico ou muito plástico.

Para saber o valor a ser cobrado, basta multiplicar o valor da taxa de lixo pelo tamanho da área construída, o resultado será o valor mensal a ser pago pelo contribuinte.

O projeto ainda está em discussão, mas ainda deverá ser votado nesta quarta-feira (25).

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.