O vereador Jailton do Pesque Pague (PDT) usou hoje (2) a tribuna da Câmara Municipal para poder ‘desabafar’. O vereador afirmou que está sendo excluído da gestão do prefeito Percival Muniz (PPS), pois não tem tido respostas dos secretários e que os seus projetos tem sido vetados pelo executivo.

“Eu pensei que a vida pública seria diferente, mas aqui dentro estamos ficando acuados, todos os dias tem projetos vindos do executivo em regime de urgência, sem tempo de discuti-los, além disso, não somos informados de obras que acontecem na cidade. Nós chegamos até aqui não por indicação e sim porque o povo votou. Confesso que já pensei até em renunciar o cargo”, afirma Jailton, pedindo mais respeito do executivo.

Leia também:  Jandir Martins deve candidatar nos próximos anos

Jailton afirmou ainda que não entende porque isso acontece, já que o seu Partido fez parte desde o início do projeto de Percival. “Agora me tratam como se não pertencesse a esse grupo”, reclama o vereador.

Mas essa exclusão pode ser reflexo dos últimos acontecimentos entre Percival Muniz (PPS) e o senador Pedro Taques (PDT). O prefeito chegou a criticar publicamente o senador (leia aqui) e isso chegou aos seus ouvidos fazendo com que Taques desmarcasse uma visita a Rondonópolis (leia aqui).

 

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.