Paço Municipal de Alto Taquari - Varlei Cordova / AGORA MT
Paço Municipal de Alto Taquari – Varlei Cordova / AGORA MT

O Ministério Público do Estado de Mato Grosso (MPE-MT), através da promotoria pública de Alto Taquari instaurou na tarde de ontem (17), dois inquéritos civis público, sendo um para investigar a Prefeitura Municipal e outro para a Câmara de Vereadores. Os casos tomaram proporção após o Site AGORA MT denunciar irregularidades de ambos os órgãos.

Na semana passada, a reportagem publicou uma matéria sobre a ‘Farra das Diárias’, relacionada a gastos exorbitantes com viagens de parlamentares. Foi descoberto que alguns vereadores chegam a se ausentar mais de uma vez dentro de 30 dias, em praticamente todos os meses do ano, gastando em torno de R$ 4 mil, ou seja, dobrando o salário de agente público. A matéria foi confeccionada com base nas informações existentes no programa Aplic do Tribunal de Contas do Estado (TCE).

Leia também:  Relator inicia leitura de parecer sobre denúncia contra Temer após confusão

Antes, o Site AGORA MT já havia denunciado o Paço Municipal com relação a servidores fantasmas, má distribuição de agentes, afastamento de servidores sem autorização e duplicidade de cargos. As irregularidades podem ser um dos fatores que tem deixado a gestão municipal no vermelho. Inclusive na reportagem, é possível observar casos que comprovam as denúncias.

De acordo com o promotor João Batista de Oliveira, os inquéritos foram instaurados após um cidadão procurar a ouvidoria do MPE.

“A denúncia foi feita no último dia 12, após matéria veiculada no AGORA MT, onde o denunciante munido com o texto e demais documentos deu entrada via internet em um pedido de investigação da Prefeitura, em virtude disso, também resolvemos abranger a denúncia e averiguar a Casa de Leis”, explicou o promotor.

Leia também:  Zaeli reclama do não sincronismo dos semáforos e da falta de funcionamento da maioria deles

Agora a promotoria irá realizar diligências para apurar as irregularidades e acionar futuramente do Executivo e do Legislativo, documentos que deverão auxiliar na apuração da denúncia.

O Tribunal de Contas do Estado (TCE) auxiliará nas investigações enviando documentos para serem apreciados pelo promotor.

Ainda de acordo com João Batista, caso as denúncias sejam comprovadas, a promotoria tomará as devidas providências.

VEJA NA ÍNTEGRA:

Alto Taquari: Servidores fantasmas e duplicidade de cargos podem colocar Paço no vermelho

‘Farra das Diárias’, vereadores quase dobram salários em Alto Taquari

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.