O candidato a deputado federal Adilton Sachetti (PSB) participou do grande ato de campanha da candidatura ao governo de Pedro Taques, realizado nesta quarta-feira (24) em Rondonópolis.

No ato, Sachetti fez questão de pedir votos a Taques e ao candidato ao senado Rogério Salles e lembrou que o Estado de Mato Grosso deve ser o que classificou como “único”.

O candidato a deputado federal lembrou que no momento atual existe, além do estado oficial, o estado paralelo e desta forma o cidadão acaba ficando refém de favores para conseguir benefícios e ações. “Às vezes o Estado não consegue atender, mas uma ou outra pessoa consegue e com isso o cidadão fica devendo à essa pessoa, que acaba fazendo o papel do Estado”, disse Sachetti.

Leia também:  Alencar deve voltar à gestão Pátio como procurador fiscal

O ex-prefeito de Rondonópolis ainda lembrou que o candidato a governador Pedro Taques vai reunir condições de mudar essa situação.

Na oportunidade, Sachetti ainda apresentou ao público que lotou as unidades do Centro de Eventos Santa Terezinha, a sua esposa Rose Sachetti, que está recuperada de um câncer e a sua mãe, a dona Quintina, que fez questão de acompanhar o filho no evento.

O candidato ao governo Pedro Taques classificou o evento em Rondonópolis como um dos maiores da atual campanha e fez questão de afirmar compromisso com a transparência em suas ações caso seja eleito nas eleições de outubro.

Programação- Sachetti embarcou na manhã desta quinta-feira para a região Norte do Estado, onde cumpre agenda em Alta Floresta e Juína. Na sexta, ele deve visitar o Vale do São Lourenço e no domingo a cidade de Cuiabá.

Leia também:  Senadora Gleisi Hoffmann é eleita presidente do PT

 

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.