Vereador Marcílio critica atuação de colegas parlamentares - Foto: Ronaldo Teixeira / AGORA MT
Vereador Marcílio critica atuação de colegas parlamentares – Foto: Ronaldo Teixeira / AGORA MT

O vereador Marcílio Porto (SDD) desabafou após o encerramento do processo que investigava o uso irregular de uma cascalheira, adquirida pelo prefeito Hélio Goulart (DEM), em Guiratinga. Ele acusa o presidente da Câmara, Adão do Gás (PT) de ser o mentor da CPI.

“Achei injusto ver um colega parlamentar acusar os vereadores Luiz Mário, Adjaine Rocha, Francinha e até eu de termos criado um grupo para derrubar o prefeito, sendo que na verdade foi o vereador Adão que trouxe a denúncia para a Casa de Leis e mudou de ideia depois de uma reunião extraoficial a qual eu fui convidado mas não quis participar”, critica. (Clique aqui e saiba sobre a reunião).

Marcilío que foi o presidente da comissão processante, também argumentou que o assunto não terminou com o arquivamento do processo.

Leia também:  Vereador Thiago Silva cobra revisão dos terrenos nos setores industriais

“Eu não tinha intenção de conduzir a CPI, mas como fui sorteado eu levei o processo com muito trabalho. Nossa intenção é fiscalizar as obras públicas e ouvir a comunidade, mas como houve irregularidades não só no uso, bem como no contrato, vamos entregar o relatório ao Ministério Público, porque esta é a atitude coerente”, destacou.

VEJA TAMBÉM – Vereadores vão abrir nova CPI em Guiratinga

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.