Uma fonte da Coluna Bastidores informou que o Miguel Biudes, servidor de carreira da secretaria municipal de saúde, não é mais o vice-presidente do Sindicato do Servidores Públicos Municipais de Rondonópolis (Sispmur).

Miguel teria entregue uma carta renúncia onde explicaria os motivos para deixar o cargo. Segundo a fonte da coluna, entre eles estaria o que pode se chamar de ditadura, já que como vice-presidente Miguel não teria poder nenhum, nem mesmo quando Rubens Oliveira Paulo, se afastou da presidência do Sindicato para assumir uma cadeira na Câmara Municipal como suplente.

INFERNO ASTRAL

Nos últimos dias o presidente do Sispmur tem vivido dias turbulentos, foi denunciado anonimamente ao Ministério Público Estadual (MPE) e Ministério Público do Trabalho (MPT), por peculato, filiação coagida de servidores e improbidade administrativa.

Leia também:  Podemos deve ser o destino de Medeiros

Rubens em declaração à imprensa disse que as denúncias são frutos de armações e que irá provar sua inocência.

Além das denúncias ao MPE e MPT, Rubens que era candidato único ao cargo de diretor executivo do Instituo de Previdência dos Servidores Públicos de Rondonópolis (Impro), não poderá participar da eleição, pelo menos por enquanto, já que a justiça suspendeu liminarmente a eleição que aconteceria hoje (18).

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.