O Diretor do Departamento de Recursos Humanos, Domilson de Oliveira Souza, do município de Guiratinga (106 Km de Rondonópolis) foi exonerado de suas funções após ser acusado de algumas irregularidades inseridas no contexto do pagamento da Folha, via boleto bancário. As informações foram divulgadas em uma nota de esclarecimento ao público emitida pela prefeitura da cidade através do prefeito Hélio Goulart (DEM).

A nota afirma que o Controle Interno da prefeitura já estava realizando vistorias de rotina no setor de RH da administração municipal. Durante as investigações foram constatadas irregularidade nas transferências inseridas no contexto de pagamento da Folha, onde no primeiro momento sugerem ter como beneficiário o diretor do referido departamento.

Leia também:  Thiago Muniz fecha o ano com ações importantes em obras estruturais e UTI Pediátrica

Uma Comissão de Procedimento Administrativo Disciplinar foi instalada com servidores de carreira para apurar a conduta do servidor envolvido. O Tribunal de Contas do Estado (TCE) e o Ministério Público já foram solicitados para investigar a situação.

O levantamento do controle ainda esclarece que não chegou a um valor determinante da real situação das transferências, como também não existe envolvimento de outros servidores e nem de outras práticas dentro do sistema.

OUTRO LADO

O diretor Domilson de Oliveira afirma que no momento está de férias e alega não ter conhecimento da acusação. Ele ainda diz que realmente foi constatado algumas irregularidades no setor, porém, ainda não chegou nenhum documento oficial comunicando sobre o caso.

Leia também:  Aécio chora ao retornar para senado e diz que sofreu falsas acusações e uma criminosa armação
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.