Foto Divulgação
Foto Divulgação

Uma barragem da Samarco Mineração se rompeu na tarde desta quinta-feira (5) em Mariana, na região central de Minas Gerais. O Corpo de Bombeiros confirma uma morte e que pelo menos 16 pessoas estão desaparecidos, mas o número de vítimas ainda pode aumentar. Dezenas de pessoas são atendidas em hospitais de Mariana e Ouro Preto e os pacientes mais graves são transportados de helicóptero para Belo Horizonte.

Foto Divulgação
Foto Divulgação

A lama cobriu todas as casas do distrito. A Samarco fazia obras para ampliar as atividades na região. Segundo o tenente coronel Rodrigo Sousa, comandante do Batalhão de Radiopatrulhamento Aéreo da Polícia Militar, a primeira barragem de contenção cedeu e os dejetos invadiram a segunda represa, que também não suportou o volume.
— O mundo acabou ali, a situação é de calamidade pública. São cinco helicópteros fazendo o socorro, mas à noite a situação se complica porque não tem luz na região. Vamos deixar uma aeronave com equipamento de visão aérea, mas só pela manhã conseguiremos levar recursos, médico, água

Leia também:  MEC libera mais recursos para universidades federais

Os rejeitos inundaram e cobriram casas do distrito de Bento Rodrigues. Após o acidente, a prefeitura pediu aos moradores que fossem para o distrito de Camargos, que é mais alto, por causa do risco de novos desmoronamentos. O rastro de destruição da lama é de pelo menos 8 km, segundo o comandante do helicóptero que sobrevoou a área

Foto Divulgação
Foto Divulgação

A única forma de chegar ao que sobrou do distrito no momento é por helicóptero

Por meio de nota, a Samarco informou apenas que “houve um rompimento de sua barragem de rejeitos denominada Fundão. A organização está mobilizando todos os esforços para priorizar o atendimento às pessoas e a mitigação de danos ao meio ambiente. Não é possível, neste momento, confirmar causas e extensão do ocorrido, bem como a existência de vítimas”

Leia também:  Inscrições para o Fies começam na terça
Foto Divulgação
Foto Divulgação

Além dos bombeiros, a Guarda Municipal e a Defesa Civil de Mariana prestam apoio nas buscas e no resgate. Ambulâncias de Ouro Preto também foram encaminhadas ao local. O pedido da prefeitura foi para os moradores deixarem suas casas e seguirem, imediatamente, para o distrito de Camargos, que é “mais alto e seguro”. Bento Rodrigues fica a 23 km de Mariana

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.