13 de maio de 2021
Mais
    Capa Notícias Brasil Jovem sobrevive após ser "semi decapitado"em tentativa de assassinato em SC

    Jovem sobrevive após ser “semi decapitado”em tentativa de assassinato em SC

    Imagem: os suspeitos fugiram do local acreditando que a vítima teria morrido Foto: Divulgação
    os suspeitos fugiram do local acreditando que a vítima teria morrido Foto: Divulgação

    Uma tentativa de assassinato foi registrada no domingo (2), na cidade de Penha, em Santa Catarina (SC). A vítima foi identificada pelas autoridades locais como Pablo Patrik. O jovem foi encontrado na tarde de segunda-feira (3), na Praia da Armação do Itapocorói, semi decapitado, mas consciente. Nenhum suspeito de ter cometido o #Crime foi preso pela polícia.

    Segundo informações repassadas pela polícia, segundo a vítima, ele estava caminhado por uma rua quando de repente foi abortado por três homens, que lhe agrediram com muita violência. Em seguida, ele foi levado para uma estrada com pouco movimento. Ainda de acordo com a vítima, novamente ele foi agredido pelos acusados, que estavam muitos alterados. Os mesmos roubaram o seu tênis e o seu aparelho de telefone celular. Como se não bastasse tanta crueldade com a vítima, os acusados tentaram decapitar a sua cabeça usando uma faca.

    Os suspeitos, acreditando que a vítima tinha morrido, fugiram do local tomando rumo desconhecido. Conforme informações da mídia local, a vítima entrou na mata para se esconder dos suspeitos caso os mesmos resolvessem voltar. Lá permaneceu escondido durante a noite e a manhã. Quando o jovem saiu da mata, foi encontrado por populares. De imediato, o socorro foi acionado por populares relatando que um jovem estava com um grande corte no pescoço.

    Diante da situação, uma equipe de socorristas se deslocou até o local informado. No local, o jovem recebeu os primeiros atendimentos e, em seguida, foi encaminhado para uma unidade médica da cidade. A polícia também foi acionada A unidade médica não informou o estado de saúde da vítima. A polícia local abriu um inquérito e o caso está sendo investigado. Até o fechamento desta edição nenhum suspeito de ter cometido o crime foi preso pela polícia.