Imagem: governador Mauro Mendes
Ao participar de evento da Polícia Militar, o governador Mauro Mendes rebateu o prefeito de Cuiabá – Foto: Secom-MT

O governador Mauro Mendes (DEM) não gostou das cobranças em público feitas pelo prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro (MDB), envolvendo dívidas da saúde de R$ 142 milhões não honradas pelo ex-governador Pedro Taques (PSDB).

Durante cerimônia de aniversário da Polícia Militar na noite desta quinta-feira (5), o democrata foi questionado sobre as declarações recentes de Pinheiro e se mostrou irritado. Ele respondeu a pergunta questionando o motivo de a cobrança não ter sido feita diretamente ao ex-governador tucano. Segundo Mendes, existem dívidas acumuladas desde o segundo ano de mandato de Taques.

“Por que ele nunca cobrou Pedro Taques? Tem uma dívida com a prefeitura desde 2016. O prefeito Emanuel Pinheiro conversa muito, fala muito, trabalha pouco e mente bastante”, disparou o governador evitando se prolongar sobre o assunto.

Emanuel Pinheiro, voltou a cobrar de Mauro Mendes que repasse a Cuiabá a quantia de R$ 142 milhões destinados à Secretaria Municipal de Saúde e estão atrasados desde o governo de Pedro Taques. “Eu preciso desses R$ 60 milhões que o Estado deve. Na verdade são R$ 142 milhões, R$ 60 milhões que Cuiabá tem direito mesmo”, disse o prefeito no dia 30 de agosto.

Ao participar de evento com o ministro da Educação,  Abraham Weintraub, nesta quinta-feira (5), o Pinheiro voltou a reforçar a mesma cobrança ao governador. Ressaltou, inclusive, que avalia acionar o Estado na Justiça para receber os repasses.

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.