A informação divulgada com exclusividade ontem (11/01) pelo AGORA MT de que o prefeito  José Carlos do Pátio (PMDB) pretendia adiar o início do ano letivo, foi confirmada agora a tarde em nota emitida pela assessoria de comunicação da prefeitura municipal.

A matéria “Pátio já trabalha para que retorno das aulas só aconteça em março”, chegou a provocar uma reunião extraordinária, hoje pela manhã, entre alguns vereadores o prefeito e a secretária de educação Marilda Rufino (PMDB), para que fosse “batido o martelo” com relação a data do início das aulas. (clique aqui e leia)

Depois da reunião a assessoria de comunicação foi autorizada a emitir nota apresentando os motivos pelos quais o ano letivo irá começar com atraso, já que segundo o vereador Reginaldo Santos (PPS) as aulas teriam início em fevereiro, “Existia uma normativa aprovada pela própria secretaria de educação do município e por conseqüência pela secretária Marilda Rufino que determinava o início das aulas para 6 de fevereiro, não consigo entender o que mudou da noite para o dia para que as aulas fossem adiadas, só pode ser estratégia política”, atacou.

Leia também:  Semana Nacional de Trânsito será marcada por programação intensa sobre boas práticas na condução de veículos

JOGADA POLÍTICA

Segundo o vereador Reginaldo Santos (PPS), o atraso providencial no início das aulas seria uma estratégia do prefeito José Carlos do Pátio, para evitar um confronto com o Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Rondonópolis (Sispmur) e afetar negativamente sua imagem junto a população, “já que existe um indicativo de greve dos profissionais da educação que esperam a reposição salarial, adiando o início das aulas ele (Pátio) estabelece uma estratégia insana para empurrar o problema para frente e depois utilizar o argumento de que a Lei Eleitoral não permite conceder aumento 6 meses antes e depois do pleito, (…) ele já fez isso no ano passado, mas, agora o prejuízo vai recair sobre os alunos e seus pais”.

Leia também:  No 1º semestre, aumenta os casos de sífilis em Rondonópolis

Leia a integra da nota da assessoria de Pátio

A secretária de Educação de Rondonópolis, professora Marilda Soares Rufino, anuncia que as aulas para os alunos da Rede Municipal de Ensino vão começar no dia 5 de março, mesma data em que inicia o ano letivo da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT). Ela explica que a aula inaugural foi prorrogada para garantir a conclusão das obras de reforma nas diversas escolas do município.

Marilda Rufino antecipa que não vai conseguir concluir as obras para melhorar a infraestrutura das escolas neste mês, devido às chuvas constantes que prejudicam principalmente o serviço de pintura e recuperação de telhados. “Nós temos escolas que deixaram de receber manutenção durante muitos anos e não conseguimos fazer tudo em janeiro”, explica.

A expectativa da secretária é concluir todas as reformas para começar o ano letivo com segurança, logo após o carnaval que acontece no mês de fevereiro. Nos próximos dias deve ser feita a convocação dos aprovados no concurso público para tomarem posse nos cargos de professores e secretários escolares. Os candidatos contam com um prazo de 30 dias, a partir da convocação, para se apresentarem munidos da documentação exigida

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.