Uma equipe do Instituto de Defesa Agropecuária do Estado de Mato Grosso – INDEA/MT realizou durante toda esta semana, uma rigorosa inspeção sanitária nas instalações que vão receber os animais que estarão em exposição durante a 40ª Exposul de 04 a 12 de agosto.

Conforme o Gerente do escritório do Indea/MT de Rondonópolis – médico veterinário Waldomiro da Silva Vilela, uma equipe da inspeção sanitária do órgão esteve no parque durante toda a semana, realizando a inspeção sanitária e a desinfecção das instalações que vão receber e abrigar os animais. “Como a nossa região está livre de aftosa por vacinação há vários anos, nesse momento não se cogita fazer nenhuma ação específica de imunização no chamado “cinturão verde” no entorno do parque, ou o “perímetro de segurança” configurado por um raio de 10 km em volta do parque”, repassa.

Leia também:  Fórum Superação traz Ali Baddauhy Júnior para debater com empresários

Segundo o veterinário, foram desinfetados, os currais reservado aos animais do leilão de elite, a curralama do Thathersal (leilões a campo), as baias dos equinos, e dos pequenos animais (ovinos, caprinos e suínos), as baias e argolas do gado em exposição/comercialização, e o Pavilhão Leiteiro, onde acontece o mais importante e tradicional torneio leiteiro da região Sul.

Valdomiro lembra ainda as excelentes performances obtidas com as campanhas de vacinação na região que tem produzido uma grande conscientização nos criadores e pecuaristas, atingindo em média: 99,7% do rebanho local, índice esse, considerado ideal para o controle de doenças animais na região.

Na verdade, o ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Mendes Ribeiro Filho, disse na semana passada (19), que o Brasil deve alcançar a meta de ser um país livre da febre aftosa por meio de vacinação até dezembro deste ano. Segundo ele, o prazo definido anteriormente pelo governo era de até 2013.

Leia também:  Postos de Saúde de Rondonópolis estarão abertos neste sábado para o Dia D contra a gripe

GUIAS

O representante do INDEA reforça ainda, que todas as espécies animais, em trânsito, como: Bovino e Bubalinos; Suinos; Ovinos e Caprinos; Equídeos e outras espécies, deverão estar acompanhadas da Guia de Trânsito Animal (GTA) – e demais documentos sanitários. Lembrando que para o fornecimento da GTA a propriedade deve estar cadastrada junto ao escritório do seu município.

O veterinário reforça que para o transporte e trânsito de bovinos e bubalinos “certificados”, é necessária a emissão da Guia de Trânsito Animal (GTA). Ele reitera ainda que para os animais certificados só é possível emitir a guia mediante a apresentação do Documento de Identificação Animal (DIA) original.

Considerada finalizada a inspeção sanitária, o INDEA certificou e liberou o Parque de Exposições a receber os animais que irão a leilão, julgamento,  exposição e comercialização, que devem começar a dar entrada no parque a partir do dia 03/08.

Leia também:  Audiência Pública na Acir reúne propostas para o desenvolvimento econômico do município

Segundo o coordenador da comissão de bovinos da 40ª Exposul Afrânio Scatolin de Oliveira, a organização da feira já está providenciando as devidas adequações para receber os profissionais do Indea/MT que irão atuar na fiscalização da feira, como a construção de um banheiro e instalações sanitárias, bem como, a instalação dos containers que irão abrigar o escritório do Indea e um alojamento para os servidores.

Mais informações sobre a 40ª Exposul; visite o site: www.exposuleuvou.com.br

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.