Mesmo com os altos preços da carne bovina constatados no varejo mato-grossense, o consumo da população brasileira, que é o principal destino da carne do estado, continua firme. As informações são do Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (Imea).

Estes preços, apesar de altos, ainda têm espaço para aumentar este ano, tendo em vista que a distribuição do 13º salário já começou e as festas de final de ano se aproximam, explicam os economistas do instituto. A arroba do boi gordo, por exemplo, teve aumento de 33% neste ano na comparação com o ano passado, subindo de R$ 96,98 por arroba para R$ 129,76 por arroba.

O crescimento da demanda externa pela carne bovina do estado é grande, porém, é preciso valorizar a demanda interna, já que cerca de 75% da carne produzida no estado é consumida dentro do país.

Leia também:  Empregador doméstico tem até esta segunda para pagar eSocial

Neste período o consumo de carnes tende a se intensificar e boa parte da renda a mais obtida é destinada para este fim. Caso a situação econômica das famílias brasileiras não se altere e a demanda externa continue aumentando, 2015 promete bons preços para os bovinocultores de cor te mato-grossenses.

 

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.